Será que viajo para Flórida em 2021?

A última vez que eu escrevi, tanto para o Ponto Miami como para o Ponto Orlando, foi em março de 2020… depois não deu mais.

Claro que continuei ativo, nas diversas mídias sociais e, principalmente, nas lives que faço semanalmente – o Programa Ponto a Ponto, que você pode assistir, nas noites de terças-feiras, tanto no Facebook como no YouTube.

Mas escrever ficou muito difícil!

Meus posts sempre foram sobre os passeios, hotéis, lojas e restaurantes daqui, como também dicas para curtir os parques Disney… Como é que eu poderia destacar isso no meio de uma pandemia, ainda mais com restrições de viagem para quem mora no Brasil?

E assim se passaram 10 meses…

Agora é a hora de, aos poucos, voltar a escrever e voltar a destacar aquilo que curto e gosto de indicar aqui na Flórida. Estamos começando a ver algum sinal de uma luz no final do túnel… ainda sem muita ideia de um prazo para a normalidade… mas estamos vendo sim um brilho diferente. Já está na hora de começarmos a aquecer nossas pesquisas, nossas vontades, nossos planos.

Eu repito sempre, não sou um “influenciador”, não sou “criador de conteúdo”, sou um morador apaixonado pela Flórida (na verdade, muito apaixonado até antes de ser morador) e que tenho como objetivo principal, criar um impacto positivo na sua experiência de viagem – seja no planejamento, seja durante ela, ou seja na lembrança do que você visitou e curtiu aqui.

E está na hora de olharmos para 2021 e começarmos a traçar alguns planos. Olharmos para 2021 e começarmos a entender alguns critérios importantes. E sim, olhar para 2021 com algumas mudanças em nossos caminhos.

Acredito que você poderá nos visitar em 2021? Claro que sim! A dúvida é quando, durante o ano, ou se, dependendo da experiência que você quer, não seria melhor pensar um pouco mais tarde. Mas isso vamos discutir mais para frente.

Ponto Orlando Dicas Disney After Hours 002

COMO SERÁ O COMEÇO DE 2021?

Segure o ímpeto! Mesmo com as excelentes notícias das muitas vacinas sendo aprovadas, existe uma diferença fundamental entre VACINA e VACINAÇÃO. E, esta última, está se provando ser um grande desafio aqui nos Estados Unidos: vamos encerrar o ano de 2020 com pouco mais de 2 milhões de doses aplicadas – só que a meta era de 20 milhões!

Qual o problema? Existe um desafio logístico que deve ser resolvido – além de não haver uma estrutura humana que possa aplicar todas as doses necessárias!

Isso tudo, pode nos fazer refletir que a primeira metade de 2021 será dedicada e focada na vacinação e no aprimoramento desse processo.

Lembrando: seria necessário que 60 a 70% da população dos Estados Unidos estivesse vacinada, para que pudéssemos determinar um nível aceitável de imunização. E ainda não estamos falando de outros países!

Além disso tudo, existe toda a incerteza e novela da mudança de governo por aqui…Não sabemos como muitas das coisas que estão atualmente em vigor, continuarão ou não. Tudo está muito incerto.

Por conta desse cenário totalmente volúvel, meu conselho é que, mesmo que você não tenha receio algum do vírus e suas potenciais consequências – tanto para você como sua família e amigos – espere um pouco para se deslocar para qualquer país no estrangeiro… principalmente aqui nos EUA.

Esse conselho se aplica, principalmente, para os meses de janeiro, fevereiro e março.

Ponto Orlando Disney Springs 1

SEU “HAPPY PLACE”!

Eu sei, a Flórida, para a grande parte de quem me segue, é o “happy place”. O seu lugar para escapar do dia a dia, onde quer que ele seja. Esse sentido de escapismo é algo que dou muito valor – eu sei o quanto é importante para você a “experiência de viagem para Flórida”.

Por isso, por essa importância, eu aviso que é fundamental você saber que, por enquanto, a situação aqui não voltou completamente ao normal. E deverá demorar, mais do que muita gente pensa, a ser aquilo que vocês sempre desejaram como seu “happy place”

A pandemia foi como um cataclisma na economia da Flórida – 83% da indústria de turismo é composta por negócios de pequeno porte – restaurantes, lojas, serviços, etc – e esse pessoal foi literalmente dizimado! Muita coisa fechou… muita coisa que você conhecia e curtia, deixou de existir.

Reconstruir isso não vai ser algo que vai acontecer de imediato – e não tenho dúvida que vai acontecer – mas vai tomar, pelo menos, uns dois anos.

Muita gente me diz: não me importo… eu preciso ir agora… não aguento mais…

Eu entendo todos e fico feliz com essa dedicação… mas conversando um pouco, acabo descobrindo que a grande maioria está pensando que irá encontrar “aquela Flórida de antes”… que “aquele lugar” não tem como mudar. Mas mudou… e o meu receio é que, uma expectativa mal administrada pode resultar em acabar com aquele que era o seu “happy place”.

Eu já vi isso acontecer? Muito! É o que mais vejo quando alguém resolve, não escutando os conselhos dos locais, visitar a Flórida logo após a passagem de uma grande tempestade… As frustrações são imensas: locais fechados, horários reduzidos e atendimento limitado. Daí, o “happy place” virou saco de pancada!

Isso é injusto demais… por isso mesmo, ou você adapta bem suas expectativas, ou melhor deixar para vir quando as coisas estiverem mais próximas do normal.

Importante: a cada dia, estamos dando passos firmes para um “normal”, mas isso não pode ser apressado. Um passo de cada vez!

O CAMINHO PARA O NORMAL VIRÁ COM ALGUMAS NOVIDADES…

A situação da pandemia não está coordenada nos diferentes países. Principalmente quando pensamos em vacinação e testes de contaminação.

Por isso, acredito que, em muitos locais, para a sobrevivência do turismo e das empresas aéreas, um processo que irá certificar a segurança da viagem deverá ser implementado.

Os aeroportos deverão começar a aplicar os testes rápidos, com resultados imediatos, além de muitos países começarem a requerer certificados de vacinação com aval internacional.

Um exemplo de algo nessa direção é o esforço da International Air Transportation Association (IATA) com o travel pass – um aplicativo que pretende consolidar a informação de laboratórios de teste e de departamentos de saúde dos diferentes países participantes (para saber mais, clique AQUI).

Eu acredito que essas exigências farão parte da condição de outros locais e serviços: inclusive parques temáticos, museus, atrações turísticas, etc.

Outra coisa: certas medidas de segurança deverão demorar muito mais do que 2021 para passar – o uso de máscaras é uma delas!

MAS QUANDO ACHO QUE A EXPERIÊNCIA DEVE ESTAR PRÓXIMA DO NORMAL?

Como eu já comentei anteriormente: aos poucos, estamos dando passos para uma normalidade, mas eu acho fundamental que o processo de vacinação seja efetivo e que atinja, pelo menos, 60% da população daqui para eu poder dizer que “viramos a esquina”!

Meu palpite (destaco PALPITE): isso deverá estar acontecendo entre o final de junho e meio de julho. A partir desse momento, acredito que você pode começar a iniciar o processo de marcar sua viagem.

O meu marco “ideal” seria entre outubro e novembro de 2021.

Ponto Orlando Viagem para Orlando Maio

PREPAREM-SE: GRANDES PROMOÇÕES IRÃO APARECER!

Eu acredito que a segunda metade de 2021 e, principalmente, o ano de 2022, reservam grandes oportunidades de promoções – em todo o espectro da indústria de turismo e para diversos destinos diferentes.

Aí você vai me perguntar: por que não agora?

A resposta é simples: o setor do turismo sabe que, atualmente, são poucas as pessoas que podem disponibilizar suas economias em uma viagem de lazer. A pandemia atingiu todo mundo, não somente quem trabalha com turismo. Ou seja, na atual fase, o “turista comum” que faz a grande maioria do mercado, está pensando em um monte de coisa, mas não em gastar muito em uma viagem.

Sendo assim, as companhias aéreas, os hotéis e demais serviços de turismo, estão se preparando para disputar o dólar do “turista comum” quando ele voltar a aparecer: para mim, isso acontecerá entre a segunda metade de 2021 e a primeira metade de 2022. Aí, será um festival de descontos!

Ponto Orlando Disney Springs 2

E SOBRE A DISNEY?

Antes de escrever um monte de coisas, prefiro indicar o post escrito pelo meu amigo e parceiro Collin Kendall (parceiro no After Hours – Let’s Talk Disney), para ler o artigo, clique AQUI.

Mas preciso destacar que a Disney foi e é uma das empresas que mais levou a sério a proteção dos seus visitantes e de seus funcionários – mesmo sendo atingida brutalmente por tudo que a pandemia trouxe, a empresa não perdeu o controle sobre a responsabilidade que tem. E foi um dos grandes exemplos de 2020!

Por isso, tenham certeza que ela vai ter muito critério nos avanços que irá dar durante o ano – um ano especial, quando comemoraremos 50 anos da Walt Disney World.

Eu acredito que a maior parte dessa comemoração irá acontecer a partir de outubro de 2021.

Mas algumas coisas são esperadas para antes:

  • Remy’s Ratatouille Adventure deverá ser inaugurada, no pavilhão francês do Epcot, ainda no primeiro trimestre de 2021.
  • HarmomioUS, o novo show noturno do Epcot, deverá ser inaugurado durante o verão do hemisfério norte – entre junho e julho, é meu palpite.

Além disso, aos poucos, mais e mais opções de alimentação serão abertas, resorts que estão fechados irão começar a aceitar reservas, etc.

Mas lembre-se: as coisas devem acontecer aos poucos e não de uma vez só… Por isso: quanto mais tarde, no ano de 2021, você optar por viajar, mais da “experiência Disney normal” você terá.

Ponto Orlando Rise of the Resistance 001

AS DICAS MAIS IMPORTANTES PARA SUAS VIAGENS FUTURAS…

1.NÃO FIQUE AMARRADO(a)!!

Procure dar preferência por serviços que não cobrem taxas de alteração de datas.

As empresas aéreas, os hotéis, etc., para seu sucesso nos próximos dois anos, deverão se adaptar e terão que repensar a maneira com que impõem certas normas de cancelamento. E você pode ajudar a fazer com que isso ocorra rapidamente… como? Não fazendo reservas que exijam essas condições.

E não é somente para “educar” o mercado – as incertezas do futuro imediato podem trazer situações que você precisará mudar seus planos. Você não deveria pagar por isso.

2.FLEXIBILIDADE! QUESTÃO DE ECONOMIA E DE OPORTUNIDADE!

Por mais que isso seja difícil para você, lembre-se que os próximos anos irão impor situações e cenários extremamente volúveis: seja por contas de mudanças de regras ou até por conta de oportunidades melhores que possam aparecer.

Você precisará usar de muita flexibilidade para acomodar essas situações…

E pode ser por conta da necessidade de mudar completamente suas datas de viagem, de ter que se adaptar a uma nova regra, novos horários de atendimento e, no lado mais positivo, a condição de, rapidamente, alterar um roteiro para aproveitar uma promoção específica.

Promoção específica? Sim! Elas virão e as melhores serão aquelas que deverão impor pouco tempo para decisão e para partida!

3. CUIDADO COM PAGAMENTOS ANTECIPADOS E COM DEPÓSITOS!

Somente pague antecipadamente em casos que você conheça muito bem a empresa e que isso determine uma vantagem fora do comum.

Cuidado com as empresas que estão “promovendo” dólar reduzido, pagamento agora para você viajar depois, etc… Na grande parte dos casos, eles estão usando seu “depósito” para cobrir as necessidades de caixa atual – mas se as dificuldades econômicas perdurarem por mais algum tempo (tudo indica que isso vai acontecer), essa empresa pode acabar, levando com ela o seu “depósito”.

O melhor lugar de um depósito é no seu banco!

Mas claro: fique atento (a) demais nas oportunidades (lembre-se da flexibilidade)… algumas empresas (grandes) estão promovendo algumas oportunidades interessantes. Fique de olho.

4. PRESTE ATENÇÃO NO MERCADO DOMÉSTICO AMERICANO!

Lembrem-se, os americanos são a grande fatia do mercado de turismo aqui na Flórida. A ausência deles, irá deixar a situação em modo dormente por um tempo. Mas quando eles começarem a viajar novamente, todas as empresas irão buscar atrair o maior volume possível.

Importante: eu não estou dizendo que você deve esperar para quando todos já estão viajando, mas sim, quando esse movimento começar a dar sinais.

5. A CHANCE DE UM UPGRADE NA VIAGEM!

Juntando a questão da flexibilidade, da oportunidade e dos descontos que deverão vir, não deixe de contemplar a ideia de ter um upgrade em sua próxima experiência aqui na Flórida! Talvez seja a chance de você visitar mais cidades, passar mais dias, optar por um hotel melhor, aproveitar restaurantes diferentes e, lembrando do meu mantra: as economias são também encontradas na maneira DIFERENTE de você fazer algumas coisas – compras seria o melhor exemplo… Não que você deixe de fazê-las, mas você pode racionalizar o tempo dedicado para elas. Pode ter certeza que nisso você irá conseguir economizar o suficiente para incluir um bom restaurante em cada dia de sua viagem.

6. “OLHO NA BOLA”!

Não deixe ninguém distrair você com “notícias de última hora”, com aquilo que “ouviram de uma fonte especial”, de um documento que está rodando… Cuidado com esses movimentos, pois normalmente são propagados por gente que nem está pensando em viajar.

O importante é prestar atenção na situação geral: como é que estão os números de infectados, de mortes, de ocupação de UTI’s, etc. Um exemplo: parques temáticos, empresas aéreas, etc., podem ter protocolos muito mais restritos do que aqueles impostos por um governador, por exemplo. Alguns podem propagar as notícias de liberações do governo, mas não comentam as restrições que ainda ocorrem no âmbito da iniciativa privada. Cuidado com esses “arautos da farofa”.

Ponto Orlando Star Wars Galaxy's Edge 001

CONCLUSÃO

Antes de qualquer coisa, você é quem sabe o quanto pode se expor, o quanto vale o seu suado dinheiro e o quanto você pode aproveitar ou não, determinado lugar, com o nível de restrições que estiverem ainda sendo impostas ou não.

Somente você vai poder responder quando seria a melhor hora de vir aqui para nos visitar.

Mas não faça isso de ímpeto… busque se informar bem (informação de gente isenta, que não esteja querendo vender nada)… reflita sobre o impacto em suas expectativas.

E lembre-se: a sua próxima viagem para cá pode ser a melhor de todas… é só saber ter calma e critério!

Quer saber mais detalhes importantes para a sua próxima viagem aqui para a Flórida? Não deixe de ler alguns posts bem interessantes:

  • Hotel em Orlando… Onde Ficar? Clique AQUI.
  • Comendo barato na Disney. Clique AQUI

NÃO PERCA OS MEUS PROGRAMAS!

Não deixe de assistir aos meus programas semanais no Facebook e no YouTube.

  • Programa Ponto a Ponto: ao vivo às terças-feiras, às 21 horas do horário brasileiro. Você pode assistir no FACEBOOK (clique AQUI) ou no canal do YOUTUBE (clique AQUI).
  • After Hours – Let’s Talk Disney: programa ao vivo, em inglês, que apresento junto com Jason Canapp (Here With The Magic) e com Collin Kendall (Guide4WDW), todas as quintas-feiras, às 9 horas da noite do horário de MIAMI. Para assistir, clique AQUI.

4 Comments

  1. Renato Posca

    Muito bom o texto.
    Vontade de ir pra Orlando é diária.. RSS temos vontade de ir em Maio 😀 porém, tudo depende coomo estará a pandemia.
    Parebéns pelo texto mais uma vez.
    Abração

  2. Adriana Fonseca

    Minha viagem foi comprada em 2019 para irmos em outubro de 20. Sonho adiado. Melhor texto que já li sobre Viagem. Lúcido, claro e objetivo. Obrigada por nós ajudar a planejar nossos sonhos. Continue. Abraços.

    • Carlos Silva

      Olá Adriana! Fico muito satisfeito com o seu reply! Que bom que você gostou do artigo!

Leave a comment